Mens sana, corpore sano


Mais famosa de todas, a homeopatia não deveria ser considerada medicina alternativa, e sim uma especialidade terapêutica, por já ser reconhecida pelo Ministério da Saúde. Medicina alternativa não tem embasamento científico, não sendo, portanto, oficiais – o que não quer dizer que sejam proibidas, porém. Atualmente, oficiais mesmo só a homeopatia e a acupuntura.
Sobre a medicina milenar indiana, a ayurvédica, o próprio nome já diz: ayurveda significa “conhecimento da vida”. Segundo essa linha, existem três humores no nosso corpo, e o segredo da boa saúde está em mantê-los em perfeito equilíbrio. Para isso, a ayurvédica se utiliza de plantas medicinais, dieta, exercícios físicos, meditação, e, claro, yoga, dentro da sua abordagem terapêutica.
A novidade agora é a chamada terapia morfoanalítica. “Esta terapia, apesar de recente no país, vem na esteira de todas as linhas de terapias que enfocam como prioridade a pessoa como um todo, ou seja, um ser integral que não pode ser dissociado em ‘corpo’ e ‘mente’”, diz a doutora Márcia Lavaqui Gonçalves, presidente da ABTM, Associação Brasileira de Terapia Morfoanalítica. Desta forma, o que é tratado não é o diagnóstico, mas a pessoa.
A doutora Márcia explica que a terapia morfoanalítica é uma terapia psicocorporal que trata de todos os aspectos da pessoa simultaneamente: corporal, emocional e relacional. “O corpo é a base do nosso trabalho, utilizamos as Posturas Globais de Estiramento das cadeias Musculares, um trabalho respiratório profundo para soltar as tensões do diafragma, massagens superficiais e profundas do tecido conjuntivo, e muito trabalho de consciência corporal”.
Segundo a terapeuta, na medida de sua evolução, a pessoa percebe como a estrutura de seu comportamento lhe dificultava suas relações e lhe rendia vários sintomas, corporais e psíquicos. Ao mesmo tempo, nas sessões, enquanto se transforma um padrão muscular, emergem lembranças que o terapeuta vai ajudando a integrar.
Essa terapia é indicada para pacientes com queixas somáticas, como dores na coluna e todas as suas variantes, problemas respiratórios e problemas do aparelho digestivo. Outras indicações são depressão, ansiedade, problemas de sono, pânico etc. Certifique-se que seu terapeuta morfoanalista é associado à ABTM, consultando o site http://www.abtm.com.br/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...