História da Fisioterapia no Brasil_ História do Simbolo da fisioterapia

Fisioterapia No Brasil

A Fisioterapia, enquanto profissão, cada vez mais tem adquirido importância significativa na área das Ciências da Saúde nas sociedades modernas. Enquanto ciência tem avolumado conhecimentos e experiências diversas, resultantes de investigações e pesquisas teóricas e práticas nas suas diferentes áreas de atuação. Isto vem ao encontro à sua consolidação como Ciência da Saúde, mostrando o seu real valor e necessidade como interventora no processo de promoção, manutenção e recuperação das condições de saúde da população. Outro fato a destacar é a sua natureza de ciência biopsicossocial, caracterizando-a como área de estudo e atuação que promove e possibilita uma interface com várias outras profissões da área de saúde. Entre elas citamos algumas: Medicina, Odontologia, Educação Física, Psicologia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Nutrição, Enfermagem, Bio-Engenharia, etc. A medida em que as sociedades evoluem, surge a preocupação real com a educação e com a saúde. Nas sociedades ditas modernas, realmente existe uma necessidade de manutenção das condições de qualidade de vida e principalmente, de saúde. Esta preocupação que se manifestava, inicialmente, apenas na fase terciária e secundária, vai se transformando com o tempo e demonstrando uma real intervenção no aspecto primário da saúde.
A Fisioterapia é uma arte milenar, profissão que já vem sendo praticada desde os nossos antepassados, desde a idade da pedra, época em que o homem pré-histórico buscava o sol, a água e o regato com águas cristalinas e frias para amenizar o seu sofrimento e amenizar sua dor. Tem-se visto que, a utilização dos recursos físicos, água, luz, eletricidade, calor, frio e o movimento têm e vêm contribuindo bastante e a um longo tempo no sentido da promoção, preservação e recuperação das condições de saúde das populações, constituindo, assim, os recursos fisioterapêuticos.
É notória a contribuição que a Fisioterapia vem dando ao campo da saúde em nosso País, devido à sua versatilidade, dinamicidade e principalmente necessidade. O Fisioterapeuta tem buscado e ocupado seu espaço profissional junto a creches, hospitais, centros de terapia intensiva, ambulatórios, clínicas geriátricas, entidades de excepcionais, clínicas especializadas, centros desportivos, clubes, instituições de ensino, postos de saúde, centros médicos, associações de pessoas portadoras de necessidades especiais, empresas, linhas de produção e instituições de ensino.
Atuando tanto em níveis primário, secundário e/ou terciário, vemos a Fisioterapia prestar seus serviços nas diferentes áreas e especialidades da saúde, tais como: cardiologia, pneumologia, neurologia adulto e infantil, pediatria, medicina intensiva, ortopedia, traumatologia, cirurgia, medicina desportiva, endocrinologia, dermatologia, ergonomia, reumatologia, doenças pulmonares, estética, geriatria, gerontologia e outras.
Com certeza, a Fisioterapia é uma ciência ainda em construção, cujos paradigmas se encontram abertos e em franca evolução, sempre em busca do conhecimento científico revertendo-o em prol de uma comunidade menos favorecida e carente de uma intervenção de saúde.
A cada dia, cada vez mais, a Fisioterapia se solidifica, se enraíza através de uma base científica, firmando-se como Ciência, expandido-se na busca do oferecimento de uma atenção à saúde com qualidade e dignidade, caracterizando um novo perfil profissional nessa área de conhecimento humano, o qual, hoje se destaca em termos de atuação e interesse.
As bases socioculturais do curso de Fisioterapia da UCB assentam-se sobre parâmetros de necessidade social perfeitamente definidos, tais como os aspectos demográficos, a localização da UCB, o nível de escolaridade nos 1º e 2º graus, o mercado de trabalho, a carência de profissionais fisioterapeutas na região, a necessidade de assistência de Fisioterapia às pessoas necessitadas, a baixa oferta ou inexistência de serviços de Fisioterapia voltadas à população carente e de baixa renda.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...